quarta-feira, 14 de abril de 2010

mãe seja desconfiada não confie em amigos homens que dizdeixa eu levar ele ou ela pra passeia


Será que meu filho está sendo vítima de pedofila?

- Alterações bruscas no comportamento, no apetite ou no sono;

- Desejo repentino da criança em se manter isolada, evitando contato com amiguinhos e familiares;

- Criança ou adolescente começa a ganhar presentes diferentes sem que haja uma data ou motivo para tanto;

- A criança se mostra agitada, muito incomodada e perturbada quando há possibilidade de ficar no mesmo local com uma determinada pessoa;

- Medo desproporcional frente à necessidade de um exame físico;

- Começar a achar que tem o corpo sujo ou contaminado;

- Interesse excessivo ou evitação no contato com seus genitais;

- Rebeldia, agressividade excessiva;

- Podendo chegar a comportamento suicida ou de automutilação.

Prevenção é o melhor caminho

Família e escola podem e precisam ter atitudes preventivas no sentido de evitar ou extirpar a ocorrência de abusos.

Para muitos ainda é estranho ter que falar sobre sexualidade com as crianças, mas é importante saber que não temos que estimular a sexualidade, mas sim ensinar a criança a gostar de seu corpo e aprender a respeitá-lo, cuidando de sua saúde, higiene e evitando ‘acidentes’ de todos os tipos.

Para isso é necessário que a criança tenha um vínculo de confiança com essa pessoa que orienta e saiba que poderá procurá-la para perguntar ou contar algo sem tomar bronca ou ser criticada.

1 comentários:

Diário de uma grávida disse...

Ah isso é terrível!!
As vezes quem você mais confia é que faz essas coisas!
O melhor é entregar nas mãos de Deus!!
E claro, vigiar e muito!!!
bjos

Postar um comentário