quinta-feira, 28 de abril de 2011

0





não fique fora desta não custa participar magine seu bebê no gibi mais famoso vamos lá mamães mandandos os códigos, tá quem sabe seu bebê não é sortudo!!!

0

quarta-feira, 27 de abril de 2011

0

Lista de enxoval

Abaixo você tem a nossa sugestão de compras para enxoval, quarto, banho, etc.

Clique aqui para imprimirObserve que é só uma sugestão.

Toda roupa deve ser de algodão, de preferência, devendo ser lavadas sem exceção, com sabão neutro ou sabão de coco, não colocar nada no enxagüe para deixar com cheirinho, pois seu bebê pode ser alérgico.

Enxoval:

4 conjuntos de camisinhas pagão
5 macacões com mangas
5 macacões sem mangas
5 macacões de sol (caso seu bebê vá nascer no verão)
4 camisetas
4 conjuntos de lã (macacão, casaco, toca, sapatinhos...)
2 casaquinhos
3 pares de meias
3 babadores
4 viras de mantas
2 mantas de lã
2 mantas de linhas ou algodão
1 cobertor
4 jogos de lençóis e fronhas
2 colchas
1 jogo de protetor de berço
1 travesseiro
3 toalhas felpudas
3 toalhas fraldas
1 dúzia de fraldas de pano (caso você opte pou usar as descartáveis, estas servirão de apoio à troca de fraldas, às mamadas e alimentação, etc.)
8 pacotes de fraldas descartáveis tamanho pequeno
8 pacotes de fraldas descartáveis tamanho médio

Troca e banho:

1 creme para prevenção de assaduras
1 fita adesiva
1 caixa de cotonete
1 escova
1 pente
1 tesourinha romba
1 garrafa de álcool 70%
2 pacotes de algodão
1 pote de lenços umidecidos, ou melhor ainda, tenha uma garrafa térmica com água morna para higiene do bebê
1 sabonete neutro
1 shampoo
1 termômetro
1 lixeira com pedal
1 porta roupas sujas
1 trocador
1 cesta para colocar as miudezas de troca
1 banheira (observando que deve ser de fácil limpeza sem reentrâncias que possam acumular sujeiras)

Quarto:

1 abatjour
1 berço com cuidado de medir o espaço entre as grades, que não deve ultrapassar 6 cm
1 cômoda dando preferência a uma que já possa funcionar como trocador
1 mosquiteiro

Passeios:

1 carrinho com moisés
1 bebê conforto
2 bolsas (1 pequena e 1 grande com trocador)

Alimentação:

1 cadeirão
1 jogo de prato
1 jogo de talheres para bebê

0

Nasce Isabella, filha de Kaká e Carol Celico

O jogador deixou a Espanha com a mulher ainda em trabalho de parto, mas não chegou ao Brasil a tempo de ver a pequena nascer

Carla Manso, iG São Paulo | 24/04/2011 10:55

Compartilhar:
Foto: Marúcia Kintschev

A primeira foto do casal com a nova integrante, Isabella

A bolsa de Carol Celico estourou seis dias antes do previsto e ela, que já é mãe de Luca, de dois anos, seguiu para a maternidade do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, neste sábado (23). Às 21h01 nasceu Isabella, com 3,170 kg e 48 cm.

“Ela é uma anjinha e estou mais apaixonada a cada minuto”, escreveu Carol, que optou pelo parto normal, no seu perfil do Twitter. “Curti cada dor, cada minuto, que começou à meia noite do dia 23! Tudo valeu à pena. Tenho só que agradecer a Deus por esse privilégio de ser mãe”. O papai, Kakávoou da Espanha ao Brasil e conheceu a filha já com algumas horas de vida.

Retrato da gravidez: reveja imagem de Carol dias antes de dar à luz

O jogador do Real Madrid, que no sábado marcou dois gols no jogo do Campeonato Espanhol contra o Valencia, embarcou no aeroporto da cidade de Valencia com a mulher ainda em trabalho de parto.

Foto: Francisco Cepeda/AgNews

Kaká deixa o hospital neste domingo (24)

"Quando o avião aterrissou, ele ligou e soube do nascimento da Isabella. Em seguida, se certificou de que Carol e a filha estavam bem e se encontrou com o pai no saguão, bastante emocionado. Os dois seguiram para a maternidade", narrou o assessor de imprensa do jogador, Diogo Kotscho, ao iG Gente.

Kaká chegou ao aeroporto internacional de Guarulhos às 7h deste domingo (24). Segundo a agência de notícias EFE, o jogador retorna à Espanha em um ou dois dias.

Foto: Manuela Scarpa/Photo Rio News

Kaká desembarca no aeroporto de Guarulhos, bastante emocionado

terça-feira, 26 de abril de 2011

0

segunda-feira, 25 de abril de 2011

0


Nova etapa de vacinação contra gripe A começa nesta segunda (22)

Começa nesta segunda-feira (22/3) mais uma etapa de vacinação contra a influenza A (H1N1) — gripe suína. Até o próximo dia 2 de abril, gestantes, crianças com idade entre seis meses e dois anos e doentes crônicos (doença cardíaca, respiratória, hepática, renal, sanguínea, diabetes, imunodepressão ou obesidade mórbida) poderão ser imunizados gratuitamente contra a doença.
A vacinação acontecerá nos postos de saúde e hospitais das regiões administrativas. De acordo com a Secretária de Saúde do Distrito Federal, a expectativa é atender cerca de 1,2 milhão de pessoas até o final da campanha. Para se vacinar, é necessário levar a carteira de identidade e o cartão de vacinação, se tiver. Outros grupos ainda serão vacinados contra a Gripe A. Para a população de 20 a 29 anos de idade, o período de vacinação vai de 5 a 23 de abril. Já a partir do dia 24 de abril começam a ser vacinados idosos com 60 anos ou mais. Por último, serão vacinados homens e mulheres na faixa etária entre 30 e 39 anos, no período de 10 a 21 de maio. Segundo dados da Secretaria de Saúde do DF, até dezembro de 2009, foram registrados 678 casos e 10 óbitos. Este ano, foram registrados 20 casos da doença — dois deles considerados graves. A vacinação tem o objetivo de diminuir os riscos de contaminação da gripe e a mortalidade. A eficácia é de 95%.

0

domingo, 24 de abril de 2011

0

tomar ou não antidepressivos durante a gestação?


A ciência ainda não foi capaz de resolver definitivamente a seguinte questão: se uma mulher grávida passa a sofrer de depressão, deve tomar algum medicamento que não esteja 100% livre do risco de causar algum dano ao feto, ou “aguentar” a depressão até ter o bebê? A resposta atual é “depende do caso”.

Ainda não há muitos estudos avançados na relação entre antidepressivos e o período de gravidez. De forma geral, não existe nenhum medicamento que seja garantido pelos médicos como absolutamente livre de alterar algo na gravidez. Apesar disso, alguns remédios foram identificados como “quase livres”, não causam nenhum dano aparente ao feto. Além disso, a depressão por si só pode causar problemas ao bebê que vai nascer.

Por isso, a recomendação da medicina é que se avalie cada caso: se a depressão da gestante não for significativa (geralmente é medida pela ansiedade e mudanças bruscas de humor na mulher), pode-se tentar evitar os remédios, não sem antes consultar um doutor. Se, por outro lado, a depressão se apresentar muito forte, deve-se sim procurar um médico e identificar o que pode ser tomado de forma segura.

Um congresso médico nos Estados Unidos, em 2006, apurou que de 14% a 23% das grávidas experimentam depressão durante a gestação. Cerca de 8% das gestantes tomam medicamentos antidepressivos. A maioria dos estudos na área foi feita por uma associação americana não-lucrativa que orienta grávidas sobre manutenção da saúde nesse período.

Entre os riscos de se tomar alguns medicamentos, estavam causar algum defeito cardíaco no bebê (associado ao remédio Paxil), ou problemas pulmonares (relacionados ao Paxil, Zoloft ou Prozac), mas há dois atenuantes. O primeiro é que apenas metade dos estudos realizados indicou tais chances de problemas. Além disso, nenhum dos riscos identificados foi superior a 1%, ou seja, uma taxa quase desprezível.

Outro ingrediente que se adiciona a esse dilema é o seguinte: interromper a ingestão de um remédio durante a gravidez também pode ser um problema. A mesma pesquisa constatou que o terceiro trimestre da gravidez é crítico para qualquer perturbação: se a mulher já tomava um medicamento e o deixa de fazer nos últimos três meses, pode ter uma depressão pós-parto muito mais acentuada. E como a depressão por si só também acarreta problemas, nem sempre é bom simplesmente evitar qualquer medicamento.

Uma boa saída, para quem optar por não tomar remédios, são terapias. Relaxamentos, medicamentos naturais e cochilos são boas opções para combater depressão leve ou moderada, sem correr qualquer risco de prejudicar seu bebê. [Live Science]

sábado, 23 de abril de 2011

dicas para ajuda a engravidar

0

Parte 7 - Retorno ao trabalho

0

Cap 2 Cuidados com o Leite Materno

0

Parte 1 - Amamentação Leite fácil

0

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Cuidados casa - protetor de tomada

0

Aula 18 - O banho do bebê

0

A gravidez por dentro O parto normal

1

Aula 01 Os sintomas da gravidez 0

0

0

quinta-feira, 21 de abril de 2011

fernanda lima insentiva o parto normal

0

video

olha os que os bebes fazem

0

0

0

terça-feira, 19 de abril de 2011

MALINHA PRA MATERNIDADE DICAS ZAZOU BEBE

2

como se formam meninas e meninos

0

video

roupas organicas sim ou não importa!!!!

0

imagens meramente iustrativas

Roupas orgãnicas e roupas sustentatáveis a moda eco-amigável
Basta fazer a sua parte , procurar de verdade ser responsável por cada peça que se consome , traduzir vontades de melhorar em ações.
As dicas estão em todos os lugares , em todas as partes , agora a ação é somente sua ....
vai ai mais algumas explicações um pouco mais de informações. ;)


As roupas orgânicas são feitas de materiais essencialmente
naturais e não sintéticos, e parte, pelo menos no Brasil, dessa produção vem de métodos de agricultura orgânica que fazem parte do movimento da agricultura orgânica. Esse movimento enfatiza a agricultura e a produção, que trabalham em conjunto com a natureza e ajudam a diminuir a poluição do ar, do solo e da água. Os materiais para as roupas orgânicas vêm de plantas que não recebem radiação e que não foram geneticamente modificadas ou tratadas com pesticidas sintéticos ou químicos. Qualquer produto classificado como orgânico, independentemente de ser uma camiseta ou uma maçã, deve seguir os padrões nacionais estipulados pelo Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA).

Semelhantes às roupas orgânicas são as roupas sustentáveis. Os trajes sustentáveis enfatizam a reutilização e a reciclagem de materiais e fazem parte do movimento de conscientização ambiental. Tanto as roupas orgânicas quanto as sustentáveis são ecologicamente corretas e amigas do meio ambiente.

Os tecidos orgânicos como o algodão, a lã, a seda e o cânhamo devem cumprir a regulamentação estipulada pela Associação de Comércio de Orgânicos ou por órgão regulador, no que diz respeito à produção, ao tingimento e ao manuseio das fibras. É importante procurar o certificado nas embalagens para ter certeza de que se trata realmente de um produto orgânico. Os tecidos sustentáveis são produzidos fora das diretrizes e das certificações federais.

O algodão orgânico é o tipo mais popular de tecido orgânico. De acordo com a Associação dos Consumidores de Produtos Orgânicos, a demanda por roupas feitas de algodão orgânico duplicou entre 2005 e 2006.O algodão orgânico também é usado em artigos pessoais como produtos sanitários, esfregões e fraldas para bebês, assim como em artigos de mesa, banho e até mesmo em papelaria.

A lã orgânica, a seda e o cânhamo também são materiais orgânicos populares. O cânhamo é uma fibra natural altamente durável que não requer pesticidas e precisa de pouca água para crescer. Por se tratar de uma fonte renovável, os fazendeiros podem manter plantações de cânhamo ano após ano. As fibras de cânhamo podem ser usadas em vestuário, cosméticos e papéis. Para tornar o cânhamo menos rígido, as fibras geralmente são misturadas com algodão e seda.

As roupas sustentáveis utilizam tecidos feitos de materiais renováveis como o bambu, a soja e o Tencel, fibra proveniente da polpa de madeira. Os materiais de roupas sustentáveis também podem ser produzidos a partir de novas opções sintéticas como o "POP", tecido feito de plástico reciclado de garrafas de refrigerante.

O bambu se tornou uma escolha popular de tecido sustentável para empresas que pretendem realizar a transição para a moda eco-amigável. Ele cresce rápido e pode ser cultivado sem pesticidas ou aditivos químicos. E também é 100% biodegradável. Para se obter as fibras de bambu, sua polpa é retirada até que fique separada em fios finos que podem ser torcidos e tecidos. O bambu produz um ótimo tecido para roupas esportivas devido às suas propriedades naturais anti-bactericidas e absorventes. O tecido de bambu também é famoso por sua textura macia.

Muitas vezes, os tecidos orgânicos e sustentáveis requerem cuidado especial (leia sempre as instruções de lavagem na etiqueta de cada produto). Embora muitos tecidos possam ser lavados à máquina, alguns requerem lavagem a seco ou à mão. Os consumidores conscientes talvez queiram utilizar detergentes livres de fosfato e biodegradáveis e secar as roupas no varal para reduzir o consumo de energia.

bebê com catapora

0


A catapora também é conhecida por varicela é causada pelo vírus herpesvirus varicellae. Doença altamente contagiosa, e fica incubada por até 21 dias e causando mal-estar e desconforto geral. A contaminação é através da saliva, de secreções respiratórias, e do contacto directo com o líquido do interior das bolhas. Mesmo sem apresentar sintomas, quem está infectado transmite o vírus desde dois dias antes das erupções se manifestarem até cinco dias depois da última lesão aparecer.A pessoa só tem a doença uma vez, ela não volta, mas o vírus permanece no organismo, podendo ocasionar, na idade adulta o herpes-zoster. A vacina contra a catapora que pode ser aplicada a partir dos 12 meses de idade.

Sintomas:
Os sintomas são semelhantes aos da gripe:
- mal-estar
- falta de apetite
- dor de cabeça, cansaço
- febre baixa.
- Após 24 e 48 horas surgem pontos vermelhos no corpo que se transformam em pequenas bolhas cheias de líquido e que provocam uma coceira incessante. Depois esta bolhas secam, ficam escuras criam uma crosta e caem em duas semanas.

A doença é benigna, mas pode trazer complicações como:
- infecção por bacteriana
- pneumonia
- distúrbios neurológicos
- na gravidez, há o risco da mãe contaminar o bebê (síndrome da varicela congênita), causando baixo peso, cicatrizes cutâneas, alterações na visão e algumas malformações.

Como tratar:
Como quase todas doenças viróticas, a catapora desaparecerá depois que completar seu ciclo no organismo. Até lá mantenha a higiene, para evitar a infeccção por bactérias nas lesões espalhadas pelo corpo.


Algumas cuidados:
- Não coce as lesões para não causar infecção e deixar cicatrizes.
- Lave suas mãos e as da criança, várias vezes ao dia, com sabonete antibacteriano e agua abundante.
- No banho, dissolva, na banheira, um envelope de permanganato de potássio em dez litros de água e banhe o corpo todo.
- Não arranque as crostas.
- Fazer repouso.
- Ingerir muito líquidos, aguas, sumos, etc.
Consulte o seu médico, e comunique imediatamente se os sintomas se agravarem, ou se a febre persistir.

Não se auto medique, nem medique seu filho em hipótese alguma, sem que seja orientado pelo seu medico.






PÁGINAS RELACIONADAS
Cuidar de bebés | choro do bebé | Conteúdo SOBRE.COM.PT

Sintomas do Sarampo

Sintomas da Rubéola


Sintomas da Coqueluche

Sintomas da Caxumba

Sintomas da Escarlatina

segunda-feira, 18 de abril de 2011

0

ser mãe o que sera´este sentimento?


ser mãe o que sera´este sentimento?amar sem esperar nada em troca ,sofrer a dor do filho até mais do que ele ,enquanto nimguem se preocupa com ele vc nao dorme enquanto ele não chega,que pensava eu que neste ano de 2011 já estaria entregando minha bebê que me fez passar de moça pra mãe aos 22 anos era o meu maior sonho ser chamadado nome .nome mais doce abaixo ao de Deus é claro mãe ,me casei em novembro de 89 e em setembro dia 13 dei a luz a uma princesa tão bela bochechas rosadas cabelos pretos olhos grandes ,não deu trabalho pra mim ela até pra nasçer foi uma benção ,quando começei apedir pra obstetra pra ir ao banheiro era ela vindo ao mundo pra me fazer a mulher mais feliz da terra agora vai casar aos 20anos de idade tão novinha ,mais graças aDeus encontrouum ótimo rapaz creio que vai dar tudo certo,desculpe estar aqui desabafando mais é alegria e saudade desde já é faz parte!!!!!ESTA MUSICA TEMA FALA SOBRE A HISTÓRIA DE MINHA ESTER AGORA MINHA E DO JULIO MAIS TEM ESTER PRA TODOS!!!!!

domingo, 17 de abril de 2011

gestação e uso do craque

1


O pesquisador da Unesp de Botucatu, Ricardo Torresan lembra que o uso de drogas durante a gestação pode provocar o nascimento prematuro. “Depende da duração da exposição á droga. As usuárias crônicas apresentam a rotura da placenta e o nascimento é precoce. Dentre as usuárias há mais partos prematuros e riscos de morte fetal.”

Segundo a neonatologista da Unesp de Botucatu Saskia Fekete, esses bebês exigem cuidados especiais. “São crianças que precisam de mais dias de UTI. Exigem mais cuidados. Pelo próprio uso da droga pode dar algumas complicações no bebê.”

A obstetra e professora da Unesp/Botucatu, Vera Borges enfatiza que a mudança de comportamento provocada pela droga é um dos itens que afugenta as mulheres do pré- natal, inclusive nas unidades básicas de saúde. “Elas têm menos adesão ao pré-natal , tanto aqui no hospital escola como nas unidades básicas de saúde. São as que mais faltam nas consultas. Algumas nem procuram as unidades para o pré-natal.”

O medo de perder a guarda do filho e das complicações legais somado ao preconceito também contribuem para o afastamento dessa mulher do acompanhamento durante a gestação, enfatiza a pesquisadora. “No próprio serviço de saúde essas mulheres sofrem preconceito. Elas temem confessar que são usuárias de drogas. São pacientes estigmatizadas. Elas se afastam dos cuidados médicos.”

Para a médica não é possível afirmar com 100% de certeza que os bebês vão nascer com sequelas. “Depende de uma série de fatores. Da quantidade de droga consumida, da época do uso , qual droga foi usada, da genética da mãe, da sensibilidade dessa criança que está sendo gerada, da genética da criança. É como preparar uma sopa, não basta todos os ingredientes. Não dá para afirmar que se a mãe é usuária de droga o bebê vai nascer com problemas. Pode se afirmar que é grande o número de crianças com problemas que têm mães usuárias de drogas.”


____________________


Em apenas 4 minutos,
crack chega aos fetos

Estudos comprovam que a droga ingerida pela grávida atinge o feto em quatro minutos, explica a neonatologista Saskia Fekete. “As pesquisas mostram que demora em torno de quatro minutos para que o feto receba o mesmo nível de droga que a mãe está ingerindo. Há de se ressaltar que o feto é um organismo imaturo e isso pode causar inúmeros problemas. Muitas vezes fica difícil separar o que é efeito da droga na vida intrauterina com os cuidados que essa criança vai ter no pós-natal. A gente não sabe o que vem do ambiente e o vem diretamente da droga.”

Os efeitos da droga podem ser traduzido em malformações, diz a pesquisadora. “Os mais frequentes atingem o sistema nervoso central, provocam hidrocefalia, problemas renais, cardíaco e, por exemplo. Alguns fetos não desenvolvem o cérebro que está em formação e nascem com a cabeça menor. Outros passam a sofrer convulsões porque o cérebro não se formou adequadamente. A grande maioria das malformações não são visíveis a olho nu.”

Os problemas mais frequentes são crianças com atrasos de desenvolvimento neurológico, crianças especiais que vão exigir tratamento especial sendo que a sociedade não está preparada para atender. “Ela mal consegue lidar com os normais. Vai ser difícil atender essa população.”

A malformação é difícil de reconhecer, enfatiza Fekete. “A ação do crack não vai dar uma malformação típica. Se a mãe não fala que está se drogando, só olhando a criança é difícil reconhecer . Com o álcool mesmo a mãe não falando, só olhando a criança é possível saber porque tem a síndrome alcoólica fetal que apresenta alterações típicas. No crack não. Sabe que pode acontecer N coisas, mas não tem nada típico.”

O crack traz implicações para a mãe e para a criança. Seja no período de gestação, seja no pós parto. As principais complicações ficam concentradas no desenvolvimento mental desse bebê. O uso crônico pode provocar alterações na estrutura do cérebro dessa criança. Alguns estudos têm mostrado que a cocaína no período pré-natal produz alterações bioquímicas e estruturais no cérebro do feto e o crack é um subproduto dessa droga.”

A taquicardia fetal , uma esquemia no cérebro causada pela pouca irrigação do sangue também é possível acontecer.


____________________


Grupo quer abraçar as parturientes

A obstetra Vera Borges é a favor de um tratamento mais avançado, especializado, para atender as mulheres usuárias de drogas. “Estamos montando um grupo de multiprofissionais para um atendimento específico, uma vez que os casos estão cada vez mais presentes. A universidade tem que ter um tratamento mais avançado.” Ela acha que os casos precisam ser identificados. Através de observação, os profissionais têm percebido que das 150 novas gestantes a cada mês na faculdade, duas são usuárias de droga.

Um dos principais objetivos do trabalho é fazer com que a usuária diminua o uso durante a gestação e consequentemente cause menos danos ao feto. “Vamos envolver a família. Queremos que essa mulher tenha a oportunidade de deixar o vício e não perder a guarda do filho. A gravidez é um momento que mobiliza essa mulher a se tratar, por isso o serviço mais amplo.”

A obstetra frisa que quando o trabalho é feito com grupos mais homogêneos, os resultados são melhores porque há uma proximidade maior com as necessidades desse grupo. “São profissionais de psiquiatria, psicologia, assistência social, obstetrícia, neonatologia e pediatria. Vamos abraçar essa mulher para tentar fazer com que ela reconstrua sua vida.”

A neonatologista, Saskia Fekete ressalta que o grupo vai acompanhar e ver quais são as alterações mais frequentes. O crack foi bem estudado. A gente ainda não está acompanhando essas crianças. Em outros lugares do mundo já tem muitos estudos que acompanham crianças filhos de mães usuárias.”

Para o psiquiatra, Ricardo Torresan a intenção também é produzir conhecimento. “Temos que olhar com outros olhos. Queremos acompanhar esses casos, essas crianças. Fazer um levantamento em nosso ambulatório.”

A literatura, segundo a obstetra, descreve que o trabalho com uma equipe multiprofissional, melhora o resultado junto aos usuários porque eles diminuem o uso, não só durante a gestação mas quando nasce o bebê.

“Nossa idéia inicial é começar com as pacientes que são atendidas aqui. A gente quer abranger Botucatu e ser uma referência para toda a região de atendimento de pacientes usuárias de drogas. A previsão é que os serviços comecem a funcionar no começo de maior.”

2

sábado, 16 de abril de 2011

2


este mês quem comentar no blog vai concorrer ao um macação curto da laueren ralfh,eum macação de menina de malha e uma biquininho só a parte de baixo fofuxo o frete é por conta do ganhador mais vale a pena,

ser mãe de gemeos e bom demais

0


esta foto é quando por felicidade do destino divino deia luz aos meus bebês gemeos Joel e Daniel,meus gemeos nasceram grandes um com 2900 gramas e o outro com 2600 gramas tudo porque faltavam duas semanas pra data revista pro parto graças a Deus foi tranquilo o parto pena queria pn, mais não deu mais foi pc,mais deu tudo certo,hoje jáfazem14 anos parece que foi ontem como foi emocionante ter bebês gemeos é lindo fui muito feliz com este presente de Deus!!!! tirando o trabalho que dáo resto é só alegria

quinta-feira, 14 de abril de 2011

parto ao vivo

0

parto em casa

0

preparando o perineo

0

quarta-feira, 13 de abril de 2011

0





Bebê-até 1 ano
Amamentação
Assuntos gerais
Nutrição
Psicologia
Assuntos gerais
Higiene dos objetos do bebê
Saiba como higienizar roupas, berço, quarto e louça / mamadeira do bebê
Higiene dos objetos do bebê

Não só o bebê, mas também os seus objetos necessitam de cuidados especiais no que diz respeito à higiene. Seguem abaixo algumas dicas:

Higiene das roupas do bebê, toalhas e roupa de cama

Lavar separadamente com sabão neutro.

Utilizar bacias de uso das roupas do bebê.

Enxaguar bem.

Secar em local ventilado.

Passar.

Não é aconselhável o uso de amaciante ou qualquer outro produto químico que dê cheiro na roupa.

Higiene das fraldas de tecido

Retirar todo resíduo de fezes e urina.

Deixar de molho em sabão neutro.

Utilizar bacias de uso das roupas do bebê.

Lavar com sabão neutro.

Enxaguar bem.

Ferver.

Torcer.

Secar em local ventilado.

Passar.

Equipamentos:

Berço

Passar pano todos os dias, para retirar a poeira.

Manter lençóis bem presos e limpos.

Não deixar panos e protetores soltos.

Fazer a troca das roupas de cama sempre que necessário.

Lavar o mosquiteiro (se tiver) pelo menos uma vez por semana.

Deixar a cabeça do bebê afastada da cabeceira.

Deitar o bebê, sempre de lado (alternando os lados).

Oriento mantê-lo entre dois rolinhos "Segura Nenê”, para segurança.

Ambiente - quarto do bebê

No quarto do bebê deve possuir: o máximo de higiene, segurança e conforto.

Deixar bater sol todos os dias.

Limpeza diária: tirar o pó e varrer (ou aspirar) todos os dias.

Não fazer limpeza com a presença do bebê, não utilizar produtos de limpeza com cheiro.

Louça e Mamadeira

A higienização das louças e mamadeiras é importante para evitar doenças.

Antes da higienização das louças / mamadeiras deve-se lavar bem as mãos.

Lavar as louças com detergente neutro.

Utilizar bucha e pano de prato exclusivos para uso das louças do bebê.

Enxugar bem as louças, não deixar gotas de água da torneira.

Se o material permitir, esterilizar antes do uso.

Lavar bem todas as partes da mamadeira, removendo todos os resíduos do leite.

Lavar bem o bico do avesso.

Ferver mamadeiras, bicos e tampa por 10 minutos.

Retirar com a pinça e colocar em recipiente tampado hermeticamente.

mãe de octuplus

0

0

Grávida, Tais Araújo conta a revista que enjoa com peixe

Segundo falou à revista 'Contigo', atriz está tendo uma gravidez tranquila.

Do EGO, em São Paulo

Tamanho da letra

Taís Araújo (arquivo)

Grávida de sete meses, Taís Araújo revelou à revista "Contigo" do que mais está fugindo durante a gestação. "Sou uma grávida muito tranquila. Só enjoo com peixe, que sempre gostei de comer e agora não aguento mais nem sentir o cheiro", explicou.

A atriz espera um menino, fruto da relação com o Lázaro Ramos. Será o primeiro filho do casal.

Siga o EGO no Twitter

terça-feira, 12 de abril de 2011

comercial grátis por 1 mes se escrevam!!!!

0

Fotos e vídeos


Roupas de bebê: roupinhas saída de maternidade, roupa bebê menino e menina em trico - Poços de Caldas
Fotos de Roupas de bebê: roupinhas saída de maternidade, roupa bebê menino e menina em trico